em Formação

”Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, Ele o corta, e todo o que dá fruto, Ele limpa para que produza mais frutos ainda… Eu sou a videira, vós os ramos. Quem permanece em mim e Eu nele, esse dá muitos frutos, porque sem mim nada podeis fazer…”. Jo 15, 1-5

Muitas vezes a pessoa pratica suas atividades: caminha, se alimenta, trabalha, mas espiritualmente está morta. Não tem alegria, paz de espírito, nada a satisfaz, não valoriza o que tem, é cheia de complexos, amarguras, sempre está deprimida, não encontrou a verdadeira vida em Cristo Jesus.
Pois Jesus é quem dá vida e vida em abundância. Ele é a videira verdadeira e nós somos os ramos. O centro é sempre Jesus, Ele nos alimenta, e é o nosso alicerce. Não podemos esquecer que Nós não somos a videira e nunca seremos. Somos os ramos, e como ramos, às vezes somos podados, mas não lançados fora; nos limpam, sempre visando nosso crescimento. Dependemos da videira. A videira é um organismo vivo, que supre vida a outros organismos vivos. Cristo proporciona vida a outros. Jesus é a fonte de sustento espiritual. Assim também está escrito que Jesus é o pão vivo que desceu do céu. O suco do fruto da videira, que é o vinho, simboliza o sangue de Jesus e é servido na Consagração Eucarística como memorial. O pão e o vinho representam o corpo e o sangue de Cristo. Devemos sempre estar ligados na videira, senão morreremos. Recebemos da videira: alimento, vida, e segurança, mas se estivermos desarraigados dela…morreremos. Se os ramos permanecerem na videira, automaticamente darão frutos. Os ramos por si só não dão frutos. Se o ramo estiver fora da videira, aparentemente por algum tempo, ele ainda permanece com sua cor original, tendo brilho, parecendo ter vida, mas logo, logo, perde sua viscosidade, seca e morre. Assim somos nós, se largarmos Jesus e sairmos do caminho santo, por uns momentos parece que nada acontecerá, mas com o passar do tempo morreremos espiritualmente, não teremos alegria, nem esperança. Jesus é quem nos sustenta, temos que ter sempre em mente que somos dependentes Dele e jamais poderemos pensar que daremos frutos se não estivermos arraigados Nele.

Últimos Artigos

Faça um comentário