Há coisas que nos parecem muitas vezes inacreditáveis, ou ainda, impossíveis de serem aceitas. No entanto, estamos num mundo permissivo e individualista, em que o ego e o desejo de viver sem regras ou normas tem gerado pessoas alienadas, e em busca de novidades, por isso temos visto fenômenos como a busca de crenças estranhas, satânicas. Para tecer um julgamento preciso, é necessário fazer um estudo mais complexo e completo. O fato é que cada vez mais pessoas tem enveredado no satanismo por andar pela linha tênue das paixões desordenadas e teem fundamentado suas ações e escolhas de fé, que por certo, tem gerado muitas destruição.

É a consequência do relato descrito abaixo:

A cidade de Old Town Spring, situada a 25 milhas ao norte de Houston (Texas), será a sede da “Igreja Maior de Lúcifer” (Greater Church of Lucifer). A organização publicou em seu site a abertura do “primeiro edifício na história da igreja que estará aberto ao público”.

Jacob No, líder mundial da Igreja de Lúcifer, fundada no verão de 2014, disse que o objetivo dela é criar “uma nova era para o progresso da humanidade, sem escravidão do pensamento dogmático; somos deuses e deusas da nossa própria vida”.

Como já foi divulgado pela Aleteia, nos Estados Unidos existe uma corrente muito forte que pretende dar ao satanismo e às suas diversas manifestações uma voz em praça pública. A abertura desta igreja não causa surpresa em uma sociedade que cada dia se torna mais “espiritual” e menos religiosa, e na qual aumenta o número de pessoas que se consideram espiritualistas sem filiação religiosa, pessoas que se consideram livre-pensadoras sem necessidade de seguir dogmas.

A Igreja Maior de Lúcifer convida a esta ideologia de viver sem nenhuma autoridade, lei ou norma. “Não há Papa ou autoridade sobre nós; somos os capitães das nossas almas”, diz o site da igreja.

A cerimônia de abertura da igreja está planejada para o fim de semana de 30 de outubro a 1º de novembro, durante a celebração da noite de Halloween nos Estados Unidos. “Um templo ao mais elevado ego próprio”, diz o convite à abertura da igreja.

A Igreja de Lúcifer insiste em afirmar que não é uma religião em si, mas somente um grupo de almas semelhantes que buscam ser deusas do seu mundo carnal e espiritual. Um caminho de autoadoração, que pretende criar deuses em todas e cada uma das pessoas.

Esta igreja, como outras manifestações, professa a “não religião” e se apresenta como alternativa aos conceitos de toda forma de religiosidade. Mas, assim como nas demais igrejas satânicas, em seus princípios e fundação, existe uma influência de pessoas e ideologias abertamente satânicas, nas quais a libertinagem, os desvios sexuais e o aborto são algumas das práticas mais comuns.

Últimos Artigos

Faça um comentário