Cálice na Bíblia tem dois significados: o primeiro é o mais comum, é um recipiente, um tipo de taça usada para líquidos. Podia ser feita de materiais como couro, metal ou cerâmica. O segundo significado tem a ver com figuras de linguagem. A Bíblia vai usar a palavra cálice para designar várias figuras de linguagem que apontam para a participação de uma pessoa em algo, para experiências que uma pessoa pode passar, sejam prazerosas ou dolorosas. Vejamos:

a) Em Jeremias 16,7 a palavra cálice (copo) é usada para designar o consolo que havia, mas que não seria experimentado“Não se dará pão a quem estiver de luto, para consolá-lo por causa de morte; nem lhe darão a beber do copo de consolação, pelo pai ou pela mãe”. b) Em I Coríntios 10,21 a palavra cálice é usada para designar a vontade de Deus e vontade dos demônios. Uma pessoa não pode “beber” dessas duas vontades“Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios”. c) Em I Coríntios 10,16 temos um uso positivo, falando da bênção da ceia do Senhor, de estar em comunhão com Deus, de “beber” dessa comunhão“Porventura, o cálice da bênção que abençoamos não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é a comunhão do corpo de Cristo?” Temos ainda outros vários usos da palavra cálice, mas com esses exemplos já conseguiremos entender melhor o uso dela no caso de Jesus. Jesus estava no Jardim do Getsêmani orando, aguardando o momento em que seria preso e levado para ser julgado e morto. Enquanto esse terrível momento não chegava ele estava orando veementemente. E em uma dessas orações ele disse: “Adiantando-se um pouco, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice! Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres” (Mateus 26,39). Esse cálice mencionado por Jesus era o que ele estava próximo a “beber”: era o cálice cheio do sofrimento que iria passar, da cruz. A figura aqui é de uma taça cheia da ira de Deus que ele teria que engolir. Não seria uma tarefa fácil, não seria uma “bebida” prazerosa, antes, seria amarga e causaria muito desconforto!  Nessa oração não temos Jesus desistindo de morrer na cruz como alguns já chegaram a dizer! O que temos é um Jesus humanamente angustiado pela experiência terrível que passaria. Teria de beber de um cálice extremamente amargoso! No entanto, temos também um Jesus extremamente alinhado e submisso a vontade de Deus, o que fica muito claro com o trecho seguinte do texto: “Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres” (Mateus 26,39).

Comunidade Anuncia-Me

Somos leigos consagrados, nossa missão é anunciar o evangelho a toda criatura, alem do nosso projeto social Espaço Vida, visando a recuperação do ser humano como um todo.

Últimos Artigos

Faça um comentário