Igreja celebra o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação

Neste 1º de setembro, a Igreja celebra o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação. Instituída no ano passado, a data tem como objetivo, segundo o papa Francisco na mensagem divulgada para a ocasião, de oferecer “a cada fiel e às comunidades a preciosa oportunidade para renovar a adesão pessoal à sua vocação de guardiões da criação”.

Na mensagem, o papa propõe um complemento aos dois elencos de sete obras de misericórdia, acrescentando a cada um o cuidado da casa. Francisco explica que a vida cristã inclui a prática das obras de misericórdia corporais e espirituais e que é habitual lembrar da ações específicas como hospitais para os doentes, sopa dos pobres para os famintos, abrigos para os que vivem pela estrada. “Mas, se as olharmos em conjunto, a mensagem que daí resulta é que a misericórdia tem por objeto a própria vida humana na sua totalidade”, explica.

Como obra de misericórdia espiritual, o cuidado da casa comum requer, segundo o papa, “a grata contemplação do mundo que nos permite descobrir qualquer ensinamento que Deus nos quer transmitir através de cada coisa”. Como obra de misericórdia corporal, por sua vez, solicita “simples gestos cotidianos, pelos quais quebramos a lógica da violência, da exploração, do egoísmo e se manifesta o amor em todas as ações que procuram construir um mundo melhor”.

Iniciativas partilhadas

Também no texto, o papa caracterizou como encorajadora a partilha entre igrejas e comunidades cristãs, em conjunto com outras religiões, com relação à preocupação com o futuro do planeta. Francisco citou ações que promovem a justiça ambiental, a solicitude pelos pobres e o serviço responsável à sociedade. “Cristão ou não, pessoas de fé e de boa vontade, devemos estar unidos manifestando misericórdia para com a nossa casa comum – a terra – e valorizar plenamente o mundo em que vivemos como lugar de partilha e comunhão”, escreveu Francisco.

Últimos Artigos

Faça um comentário